segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Atendimento à Autistas - Autismo Emergência Psicológica

0


Tratamento para pessoas com AUSTISMO

Um tratamento para autismo.  Fonte:Atendimento Autistas - Emergência Psicológica

Nós da Inspirados pelo Autismo temos visto que as famílias que são capazes de facilitar os mais altos níveis de crescimento em suas crianças tendem a optar por uma abordagem abrangente ao autismo. Isto é, elas vêem o autismo como parte de sua criança ao invés de um inimigo a ser combatido, e procuram auxiliar a criança adaptando o seu ambiente físico, promovendo uma educação social diferenciada, tratamentos de integração sensorial e tratamentos biológicos. Estas famílias estão conscientes de que o cérebro/sistema neurológico e metabolismo de sua criança tem se desenvolvido de forma diferente e procuram maneiras de se relacionar com a criança levando em conta estas diferenças, ao mesmo tempo em que acreditam profundamente na capacidade de sua criança para aprender e se adaptar.


Autismo não é o inimigo. Os pais que adotam o ponto de vista do autismo como inimigo e tentam eliminar o autismo como se fosse um invasor de sua criança tendem a vivenciar uma grande quantidade de estresse e desconforto, o que , por sua vez, afeta suas interações com a criança. Isto não facilita a formação entre pais e filhos de interações mutualmente prazerosas, interações estas que temos visto serem tão essenciais na promoção do desenvolvimento global de qualquer criança – inclusive aquelas com autismo.
Assim, acreditamos que o primeiro passo dentro do tratamento do autismo é a ACEITAÇÃO. Por ACEITAÇÃO não queremos dizer “desistir” ou “fazer nada”, e sim, não julgar a criança ou o autismo, reconhecer suas necessidades e suas habilidades, e estar feliz com a sua criança do jeito que ela é hoje. Muitas pessoas com autismo recebem a mensagem diária de que quase tudo o que fazem é errado, podendo levá-las à perspectiva de que elas “são” erradas. Em uma perspectiva de aceitação, a pessoa com autismo não é errada, é diferente. E a partir desta perspectiva de aceitação, os pais e profissionais podem buscar auxiliar ativamente suas criancas: ACEITAÇÃO ATIVA!
Depois que a ACEITAÇÃO é genuinamente alcançada, encontramos quatro áreas de ações que consideramos cruciais dentro de uma abordagem de tratamento para o autismo.


Dra. Eva Strum - strumeva@gmail.com

0 comentários:

Postar um comentário

Fale conosco